Tons pastel e um ambiente acolhedor num pequeno apartamento em Lisboa

Offerte aanvragen

Ongeldig nummer. Controleer de landcode, het kengetal en het telefoonnummer
Door op 'Verzenden' te klikken, bevestig ik dat ik de Privacy en cookiebeleid heb gelezen en ga ik ermee akkoord dat de voorgaande informatie zal worden verwerkt om mijn verzoek te beantwoorden.
Opmerking: u kunt uw toestemming intrekken door privacy@homify.com te e-mailen.

Tons pastel e um ambiente acolhedor num pequeno apartamento em Lisboa

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
 Kleine slaapkamer door Rafaela Fraga Brás Design de Interiores & Homestyling
Loading admin actions …

Há apartamentos pequenos e depois há estúdios – como o que lhe vamos mostrar neste artigo – que têm apenas 17 m² de área total. Como se decora um espaço tão exíguo, sem que lhe falte nada e sem sobrecarregar o ambiente? Não é, por certo, uma tarefa fácil, mas o gabinete Rafaela Fraga Brás – Design de Interiores & Homestyling deu uma resposta à altura do desafio e mostrou-nos como uma área tão pequena pode ser tão grande em conforto e inspiração.

O atelier de Design de Interiores localiza-se na Rua Braancamp, em Lisboa, e conta já com vários anos de experiência em projectos de interiores. Entre Portugal e Angola, a equipa tem vindo a desenvolver projectos na área residencial, comercial, de alojamento local e de hotelaria, passando, também, pela reabilitação de imóveis. Os profissionais propõem-se a criar espaços únicos e envolventes, que correspondam às expectativas dos clientes.

Venha conhecer este fantástico trabalho! Nunca 17 m² nos pareceram tão bem.

1. Zona de dormir e televisão


Abrimos o nosso livro de ideias com a zona de dormir do estúdio, onde sobressai, de imediato, a paleta cromática que percorre cores neutras, interrompidas por apontamentos em tons pastel. A abordagem decorativa é muito simples, mas criativa. O ambiente dinâmico reúne vários estilos, que conformam uma decoração leve, coesa e marcante.

O elemento que se evidencia neste espaço é o ripado, a lembrar um biombo, fabricado em madeira de pinho cru. Esta estrutura foi executada em obra e cria uma divisão indispensável entre a zona da cozinha e de refeição e a zona de dormir e de estar. Não fazia sentido erguer uma parede e fechar, ainda mais, um espaço que já é pequeno por natureza. Uma divisória como esta é a melhor solução para segmentar áreas de dimensão reduzida.

No que toca aos elementos de decoração, destacamos o baú de latão, de estilo vintage, que para além de decorar, é um excelente aliado de arrumação. Ao fundo, vê-se um cabide suspenso que foi afixado num nicho. Contra uma parede pintada em verde seco, colocou-se um espelho de corpo inteiro cuja moldura em madeira clara dialoga com a madeira do ripado.

A iluminação não foi descurada. Um candeeiro de parede, com braço flexível, serve de apoio à zona de dormir.

Chamamos, ainda, a sua atenção para o baloiço de macramé, que empresta um toque onírico à atmosfera.

2. Luz natural

A janela permite que o estúdio seja invadido por um generoso fluxo de luz natural, que torna o ambiente mais arejado e, de certa forma, melhora a percepção espacial que se tem do estúdio.

A definir a zona de estar e a garantir o conforto térmico e acústico do apartamento, está uma carpete de pêlo longo, em cinza escuro.

3. Zona de estar

A designer conseguiu incorporar uma pequena zona de estar, que acomoda um cadeirão e um pufe que funciona como mesa de apoio e como assento extra. Ao lado do cadeirão, há, ainda, uma mesa de madeira tosca. É um recanto acolhedor e que faz toda a diferença. Uma área de estar é fundamental, por mais pequena que seja.

Os painéis de parede padronizados, executados manualmente num processo simples de bricolagem, são um elemento transversal a todos os apartamentos inseridos no edifício de São Bento, onde se encontra este estúdio.

4. Cozinha


De acordo com os profissionais, a cozinha foi pensada para ser simples, funcional e completamente integrada neste espaço. O mobiliário é efectivamente simples mas com peças que exsudam carácter. É o caso da mesa de madeira com tampo tosco, da cadeira em metal Bertoia e do banco de madeira, também ele rústico.

O pequeno candeeiro de mesa torna esta área mais intimista e os espelhos, para além de decorativos, oferecem-lhe profundidade e reflectem a luz. Os candeeiros de tecto seguem um estilo industrial.

Eigentijds wonen in een rietgedekte villa:  Huizen door Lab32 architecten

Hulp nodig bij uw woonproject?
Neem contact met ons op!

Doe wooninspiratie op!